segunda-feira, 28 de março de 2011

O fim de uma eternidade e o início de outra

Definitivamente estamos nos últimos suspiros das gravações do disco Liberdade.

Foi um ano e tanto de envolvimento, entramos com a alma nua nas músicas, destrinchamos tudo, cada passagem, cada palavra, todas a imagens que nos rondam estão ali.

Sinto gratidão por termos tido esse tempo e essa “paz” pra  chegar ao fim dessa jornada. 


Quem acompanha o Vitrolas de perto, sabe que moramos juntos desde 2002 ( vamos assim até maio), quando saímos de Governador Valadares no auge dos nossos sonhos, com um disco na mão, sem vivência nenhuma a fim de levar a adiante o que amamos fazer. Seguimos por demais nossas intuições.

Nesse tempo todo, dá pra imaginar o que passou pela nossa cabeça. Ilusão, desespero, riso, dureza, desanimo, alegria, medo, coragem... Um turbilhão de sentimenstos, isso sem falar na opinião da maioria de que fomos loucos e irresponsáveis ( nossos pais tbem foram taxados assim ) por termos trocado nossas faculdades e trabalhos garantidos pela incerteza de viver de arte no Brasil. Desenvolvemos uma fidelidade canina.

Como já cantamos em A Rosasó o tempo vai dizer o quanto vou sofrer. É a vida com suas escolhas e consequências, nada mais.

Acho que todo mundo aqui já teve vontade de matar o outro e depois ocultar o cadáver.   A convivência é diária, já dividi quarto com o Loro, com o Berna, o Berna com o Paulinho, o Loro com o Paulinho e com o Rodolfo que mora com a gente também. O Léo ficou sempre com o menor quarto, porém com o luxo de não dormir com ronco de homem na orelha e nem sentir aquele cheiro de pulmão. rsrs

Me sinto muito bem ao ver que o respeito esteve e está acima de tudo, ninguem saiu ferido

O final dessas gravações é pra gente sem dúvida alguma o fim de uma eternidade e o início de outra. 

Arte e vida pra mim e pra todos da casa, é uma coisa só, vivemos esse tempo todo assim. Essas músicas existem por necessidade, elas precisavam existir, senão teriamos desenvolvido algum câncer ou seriamos pessoas um pouco mais tristes.

É mais ou menos isso, logo o disco vai estar pronto e aí vamos poder dividir essas impressões com todo mundo, vai ser uma ejaculação longa e merecida!

Um abraço e obrigado pelo carinho de sempre


Fernando Cohen Persiano

2 comentários:

  1. Louco até que pode ser mas irresponsável nunca!!Abraço a todos!! Felipe Leite

    ResponderExcluir